Natura divulga balanço do primeiro semestre do ano

A Natura, gigante de cosméticos, informou que a receita bruta consolidada do segundo trimestre de 2017 totalizou R$ 2,801,6 milhões de Reais, queda de 0,5% em relação a 2016.

No primeiro semestre de 2017, a receita bruta consolidada da empresa totalizou R$ 5.977,5 milhões, avançando 12% em relação ao mesmo período do ano anterior, enquanto o lucro líquido foi de R$ 3.754,4 milhões, um aumento de 1,1% no primeiro semestre de 2016.

O EBITDA totalizou R$ 663,2 milhões, 18,1% superior ao do 2º trimestre de 2016, enquanto o lucro líquido atingiu R$ 352,5 milhões, crescendo R$ 330,7 milhões no período anterior.

Além disso, no segundo trimestre de 2017, o preço das ações da Natura ganhou 12,2% em relação à cotação de fechamento no final de 2016, enquanto o índice Bovespa aumentou 4,4%. O volume médio diário de negociação no trimestre foi de R$ 47,1 milhões, ante R$ 32,2 milhões no período anterior.

Em janeiro deste ano, a Natura exerceu suas opções de compra para adquirir todas as ações ordinárias remanescentes da Emeis Holdings Pty Ltd., dando-lhe o controle completo da marca de produtos de beleza Aesop.

A Natura já havia adquirido a aquisição de 65% do Emeis em 2013.

No segundo trismestre de 2017, a Aesop manteve seu crescimento acelerado com a receita bruta avançando em 30,6%, impulsionada pelo crescimento das vendas nas mesmas lojas nos últimos 12 meses de cerca de 12% e pela abertura De 33 novas lojas desde o segundo trimestre de 2016 para um total de 188 lojas de assinaturas em junho de 2017.

No mês passado, a Natura finalizou o contrato de compra da The Body Shopda L’Oreal. A Body Shop possui mais de 3.000 lojas em 66 países.

Fundada em São Paulo em 1969 por Luiz Seabra, a Natura é uma das marcas mais valiosas do Brasil.

Deixe sua opinião