Você é LIVRE ou é um ESCRAVO moderno?

Todas as pessoas se sentem livres. Será que são?

No dicionário, “escravo” significa: “Indivíduo que está ou foi privado de sua liberdade, sendo submetido à vontade de outrem, definido como propriedade. ”

No dicionário, “liberdade” significa: “O direito de agir segundo o seu livre arbítrio, de acordo com a própria vontade, desde que não prejudique outra pessoa, é a sensação de estar livre e não depender de ninguém.”

Em 13 de maio de 1888, a Princesa Isabel assinou a lei áurea que libertou os escravos; em 1891, o presidente da república, Marechal Deodoro da Fonseca, assinou um decreto que obrigava as fabricas a registrarem os funcionários em um livro; em 1932, o presidente da república, Getúlio Vargas, criou a carteira de trabalho; em 1º de maio de 1940, Getúlio Vargas assina o decreto de lei que instituía o salário mínimo.

Pela trajetória da história, parecia que as pessoas conquistariam a liberdade, no entanto, o sistema acabou as escravizando novamente. Estas, que se tornaram ESCRAVOS MODERNOS, não perceberam a chegada deste modelo de servidão, mas o fato é que ele chegou, decidindo tudo sobre suas vidas. Seus patrões decidem quando irão sair de férias, qual o tipo de casa que irão morar, qual carro poderão comprar, qual a escola que os filhos poderão estudar e que tipo de vida terão, tudo isso graças ao fato de dependem de um salário fixo.

Baseando-se na história e no significado da palavra escravo, desde a escravidão, mudou pouca coisa. Apenas substituíram o trabalho escravo por um emprego remunerado, aumentaram a jornada de trabalho (além do trabalho diurno que eram exercidos pelos escravos, agora temos os trabalhos noturnos que são exercidos pelos escravos modernos), os campos foram substituídos por fábricas e empresas, as senzalas substituídas por moradia popular (com o acréscimo do aluguel), as torturas de açoites com chicotes substituídos pelas torturas psicológicas do medo de perder o emprego e os grilhões substituídos pela carteira de trabalho.

Isso quer dizer que, se essa for sua situação você é um ESCRAVO MODERNO.

Já quando falamos em LIBERDADE, entendemos que podemos fazer tudo que queremos, podemos comprar a casa dos sonhos, um carro incrível, viajar para lugares paradisíacos, não se preocupar com dívidas, colocar os filhos nas melhores escolas, poder acordar ou dormir a hora que desejamos… Simplesmente podemos ter qualidade de vida e poder de escolhas.

Mas, para viver dessa forma, não dá para pensar em ter um emprego convencional com horário e salário fixo estabelecido. Precisamos, sim, ter um trabalho que seja desenvolvido a qualquer hora, sem a necessidade de horário fixo ou regras trabalhistas e que se ganhe de acordo com a nossa capacidade de ação, determinação, esforço e competência. Quando procuramos algo assim, logo vem à cabeça ser dono do próprio negócio, e aí vem as armadilhas: ser dono do próprio negócio significa que trocamos de lugar com o empregado, não significa que teremos liberdade. Teremos que ser o chefe, pessoas dependerão de nós; junto com isso, vem as responsabilidades trabalhistas e, novamente, a escravidão toma conta da nossa vida.

Analisando o significado de liberdade e fazendo uma comparação entre emprego, trabalho e ser dono do próprio negócio, encontramos a situação perfeita chamada de MARKETING MULTINÍVEL. Criado na década de 1940 pelo americano Carl Rehnborg, o MARKETING MULTINÍVEL oferece a condição perfeita de LIBERDADE. Neste caso, somos o dono do próprio negócio, sem a responsabilidade de ter uma empresa, de ter um horário fixo de trabalho, sem a responsabilidade de ter empregados e, o melhor de tudo, ganhando no sistema de ALAVANCAGEM, que unido a um método, cria o ambiente perfeito de LIBERDADE e poder de escolhas.

Liberdade é poder de escolhas

Gildevan Ribeiro
Mentor The Rainmakers Academy.
Método SEM LIMITES

Deixe sua opinião

Veja Também

doTERRA lança no Brasil produtos incríveis para os cabelos A doTERRA acabou de lançar aqui no Brasil, o Shampoo e Condicionador Salon Essentials, que possui uma fórmula profissionais de óleos essenciais e ...
Mais uma pirâmide começa a ruir Muitos acreditavam que a D9 não era pirâmide. Funcionando como um portal de aposta, onde as pessoas "ganhavam" dinheiro, assistindo a jogos de futebol...